Nossa política

  1. Disponibilizamos o número de telefone (41) 98700-5100 para envio, via aplicativo de mensagens, de conteúdos suspeitos que circulam nas redes sociais relacionados ao processo eleitoral, à segurança do voto ou à legitimidade da Justiça Eleitoral.
  2. NÃO CHECAMOS opiniões, juízos de valor, projeções de futuro, informações subjetivas ou que façam referência a candidatos e partidos políticos.
  3. O atendimento é feito em horário de funcionamento da Justiça Eleitoral, de segunda à sexta-feira, das 12h às 18h, para recebimento de mensagens de texto, áudios, vídeos, fotos com reproduções de postagens nas redes sociais e links para notícias enviados por meio de aplicativo de mensagem. Não recebemos ligações telefônicas.
  4. As dúvidas são selecionadas para checagem de acordo com a relevância, interesse público ou repercussão. As informações são verificadas nas bases de dados oficiais da Justiça Eleitoral e com fontes oficiais.
  5. Classificamos o conteúdo em verdadeiro, impreciso ou falso.
  6. Produzimos uma checagem objetiva, com links para as fontes que estiverem disponíveis na internet e uma quantidade de detalhes suficiente para que qualquer pessoa possa conferir a informação apurada.
  7. Não incluímos links para o boato para evitar dar visibilidade à desinformação.
  8. Publicamos a checagem no site https://gralhaconfere.tre-pr.jus.br
  9. Produzimos artes e vídeos para veiculação nas redes sociais do TRE-PR e canais oficiais das instituições parceiras.
  10. Não fazemos disparo massivo de mensagens por telefone móvel ou e-mail. Respostas são enviadas por meio de mensagem direta apenas para eleitoras e eleitores cujas dúvidas foram selecionadas.
  11. As informações que configurarem suspeita de crime ou forem passíveis de representação poderão ser encaminhadas para os órgãos de segurança e Ministério Público Eleitoral.

POLÍTICA DE CORREÇÕES

Gralha Confere é um projeto da Justiça Eleitoral paranaense, conduzido por servidores concursados, em parceria com as principais instituições públicas e privadas do Estado, incluindo as forças de segurança. As checagens baseiam-se em dados oficiais.

Em caso de falhas ou omissões onerosas à apuração da verdade, corrigimos a informação de forma transparente e célere. As alterações realizadas em checagens já publicadas serão mencionadas, com o registro do dia, hora e motivo da retificação, ao final da postagem. Modificações para corrigir erros de digitação ou que não modifiquem o conteúdo não serão registrados.

Para apontar erros em nosso conteúdo, enviar sugestões ou dúvidas, entre em contato ou escreva para gralhaconfere@tre-pr.jus.br.

Compartilhe